Um Contratempo

Um contratempo é aquele filme envolvente desde o começo porque não te dá muito espaço e já coloca o primeiro acontecimento que te deixa presa. No decorrer das cenas a curiosidade só aumenta e os desfechos fazem um leque na nossa mente, tamanha a possibilidade. 
O que pode parecer clichê para quem acompanha filmes do tipo investigativo, ganha um novo olhar pelo cuidado do diretor Oriol Paulo em prender o espectador e brincar com os flashbacks. A construção intrigante é 
As reviravoltas nas situações na personalidade de cada um dos envolvidos, quando já parece resolvido nos deixam ainda mais vidrados. A produção espanhola é original e consegue se sair bem em um suspense 
Tudo gira em torno de descobrirmos o que levou Mario Casas (Adrian Doria) a acordar ao lado do corpo morto de sua amante Laura (Bárbara Lennie). 

Confesso que ler a sinopse não me fisgou, mas com o desenrolar dos acontecimentos e o inesperado final, agradou. Criativo e cuidadoso nos detalhes. O cinema espanho apresentado pela Netflix se mostra digno de sua atenção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s